A vida é bela.

Início/Artigos/A vida é bela.

A vida é bela.

Para cada 10 pessoas que você perguntar sobre objetivo profissional, ou seja, onde elas gostariam de estar daqui 5 anos; provavelmente, todas elas não saberão responder. Esse é o retrato da maioria do povo brasileiro. As coisas vão acontecendo, ou não; e a vida vai passando diante dos olhos.
Na realidade, os nossos sonhos e os nossos desejos, começam a se desenhar quando entramos na faculdade. Como uma minoria consegue terminar um curso superior, ou sequer consegue entrar para uma universidade, as coisas podem ser muito pior do que você vai ler. Para os que possuem uma situação financeira favorável, a vida é pintada de forma “cor-de-rosa”, e a estabilidade econômica familiar faz com que o amadurecimento profissional demore um pouco mais. Por outro lado, existe o grupo dos menos favorecidos, cuja “sorte não lhe sorriu”, e o trabalho deve caminhar paralelamente com os estudos. E um depende do outro, a faculdade é suprida pelo suor do emprego.

O falso mundo da fantasia

Nos dois tipos de jovens universitários, um mesmo sonho – a de que tudo irá melhorar e se “encaixar” com um diploma na mão. Na maioria das vezes, os pais criam um “mundo maravilhoso” para seus filhos, cheias de proteção e ilusão. Quem assistiu o excelente ator italiano Roberto Benigni no filme “A vida é bela”, consegue entender o conceito acima. Nossos pais procuram sempre esconder, ou no mínimo transformar as agruras da realidade em um mundo de fantasias. No filme, um campo de concentração acaba se transformando em uma brincadeira de criança, assim como em nossa realidade, existe a ilusão de que um “canudo” possa resolver o nosso futuro.
A falta de planejamento tanto profissional quanto pessoal, acaba por nos fazer perder o foco dos objetivos que queremos alcançar em nossas vidas. Normalmente iniciamos em um emprego que “apareceu”, e que até se aprendeu a gostar com o passar do tempo, e que vai virando uma frustração profissional ao longo da vida. E você sabe que precisa tomar coragem para decidir a buscar aquilo que gostaria de fazer. Ou não, caso você não saiba aonde quer chegar.

De repente, uma familia

Paralelamente, na vida pessoal você conhece alguém, de repente e sem planejamento os filhos nascem, e aquela vontade em buscar o melhor para você acaba sendo cancelada, pois agora se precisa pensar muito antes de tomar uma decisão. Até porque, hoje se tem uma família, e não dá mais para decidir sozinho.
Pelo aspecto financeiro, você se endividou pois quem “casa quer casa”. E a moradia foi financiada em prestações à perder de vista. Seria um caos sair do emprego agora, quanto mais se “aventurar” em busca do seu objetivo profissional(?).
E assim é o dia-a-dia da grande maioria dos brasileiros, salvo poucas exceções. A vida quem criou foi o destino, comparado a um barco sem comando sendo levado pela correnteza do rio. E a vida continua sendo tocada, como a música de Zeca Pagodinho. “Deixa a vida me levar, vida leva eu…” Se você quer saber qual seria o outro caminho a seguir, a resposta está no filme “À procura da Felicidade” com Will Smith. Um exemplo de como a vida pode ser realmente bela…

2017-03-23T15:04:47+00:00 março 16, 2017|0 Comments

Deixar Um Comentário